Módulo 3 de Reiki

Módulo 3 de Reiki e os seus objetivos

Objetivos da formação

O terceiro módulo é para quem decidir trazer o Reiki à sua vida de forma completa, de modo a dedicar-se a dar e a receber tratamentos. Muitos Mestres dizem que é necessário ter uma grande vocação para tirar o terceiro grau, já que envolve um compromisso de desenvolvimento espiritual e implica uma confiança mais profunda na energia universal.

Há um só ritual de iniciação neste nível que recebe numa partilha comum entre o Mestre e estudante. Ser Mestre de Reiki é um processo contínuo e os que completam vêem-se ainda como aprendizes no caminho para a realização pessoal.

 

Mestre de Reiki

O grau 3 é o primeiro passo para ser Mestre e é um passo gigantesco na nossa vida. No nível 3 concentra-se no desenvolvimento espiritual e também na ajuda e ensino aos outros. Mostra-se ao estudante dois símbolos e ensina-se a sintonizar os outros. Os Mestre de Reiki são unânimes a afirmar que o Reiki se torna o centro das suas vidas. O ensino exige sentido de responsabilidade, uma humildade e um respeito inabalável pelo Reiki e estudantes. Um Mestre é uma espécie de guardião da tradição Reiki, e precisa também de ter disponibilidade para quem recorre em busca dum acompanhamento, o que requer uma considerável porção de tempo e um compromisso.

 

A prática do Reiki

Tal como sucede no anterior, este nível final é ministrado individualmente. É provável que se continue a trabalhar lado a lado com o Mestre de Reiki, prestando-lhe assistência nas aulas de práticas ou de partilhas de Reiki. Como ser Mestre de Reiki implica centrar as atenções no crescimento espiritual, normalmente requer uma relação próxima com o que foi seu Mestre e trabalhar lado a lado. Com este nível vai necessitar uma longa aprendizagem durante alguns meses ou anos, e exige ao estudante um compromisso de vária índole: emocional, espiritual e físico. Qualquer mestre de Reiki que se dedique ao ensino pode iniciar outros mestres, mas é recomendável que tenha já uma experiência de, pelo menos três anos nessa área antes de começar a tratar outros, caso contrário pode acontecer o que um Mestre tenha pouco a “oferecer” a um estudante consciencioso.

 

O ritual de iniciação

Marca uma passagem do “eu” a um sentimento de unidade com a força vital do universo. O ritual de iniciação consta normalmente de um curso de vários dias em que se procede a uma revisão de experiências vividas pelo estudante na área do Reiki e a discussão dos motivos pelos quais se deseja obter este grau mais elevado. Podem também ensinar exercício de meditação e respiração. O ritual é dado por um Mestre especializado no ensino, que usa diversos símbolos e os correspondentes mantras. O mantra é transmitido aos estudantes, podendo realizar-se a partir dai iniciações de intenções ou de cura a outros.

 

A perceção dos outros

Um Mestre de Reiki não é um guru e não é considerado como estando acima das outras pessoas. As imagens de marca da atividade de um Mestre são a integridade e a igualdade. Um Mestre assume a responsabilidade de mudar a consciência das pessoas, o que acarreta outras responsabilidades. Tem de estabelecer um verdadeiro compromisso, mostrar disciplina e dedicação na sua pratica de Reiki, ser sempre humilde, ter intuição, imaginação e generosidade de espírito.