Rua do Xisto nº 150,
4475-509 Nogueira Maia

(351) 229 607 021
info@apre.pt

Pessoas de princípios

|
Escrito por Sérgio Silveira

 

Sérgio Silveira

Presidente da APRE Associação Portuguesa de Reiki Essencial e fundador da Anastácia Centro de Terapias Alternativas 

www.apre.pt

Precisamos de pessoas de princípios

Falar deste tema insere alguma controvérsia, por parte de algumas pessoas com uma visão diferente. Agora pensem no seguinte. A morte é certa para todos, só falta saber o ano, mês, dia e a hora. Por isso meus caros amigos, a vida é curta e leva-nos a pensar seriamente em mudar hábitos e atitudes erradas. Não perdoamos e esperamos ser perdoadas, magoamos e não gostamos de ser magoados. Falta princípios e seriedade a muitas pessoas, que somente pensam ser detentoras da verdade suprema. E passo a citar.

Viemos a este mundo para ajudar, contribuir e deixar algo de bom a humanidade. Outros somente vieram para atazanar o juízo de outros, e alguns para criar o caos e a desordem. Quando chegamos a terra estamos desprovidos de tudo (não trazemos roupa, orgulho, sabedoria ou títulos), somente estamos a aguardar uma nova oportunidade de ser aceite. Depois na vida, é nos dados títulos (Dr, Dra, Eng, Arqu, Professor, etc), fortuna e bens materiais e depois acabamos esquecendo o motivo da nossa alma. Perdemos numa vida sem sentido, sem rumo e desprovida de muitas vezes de bons princípios.

Uma coisa eu sei. Não se pode comprar nenhuns princípios e dar a alguém. Eles têm de ser conquistados e merecidos, e somente assim é que temos a certeza que fizemos algo de bom pela humanidade. Agora vejo cada vez mais, pessoas e organizações desprovidas de sentimentos, somente agarradas a posição alcançada e aos ganhos que podem vir a ter nesta vida. Dizem eles que são pessoas e organizações “credíveis” e “honestas” e que estão acima de outros. Tem recebido honras e méritos da sociedade, pelo seu trabalho desenvolvido e depois verificamos que essas mesmas pessoas, nada mais fizeram que aproveitarem-se da posição alcançada para obterem ganhos pessoais. Falo dos bancos que ofereceram ganhos aos clientes, mas sabiam, que não podiam dar e depois faliram e quem perdeu foi o “zé povinho”, das organizações humanitárias que angariaram bens para Africa, Médio Oriente, etc e depois vemos os bens a serem vendidos no mercado negro com a benevolência das organizações e pessoas responsáveis. Muitos e muitos exemplos teria aqui para falar, mas deixo está última questão.

Será que essas pessoas ainda não pensaram que tudo mais cedo ou mais tarde, será descoberto? O que construíram para as gerações futuras, foi somente deixar uma herança espiritual e energética de ganhos ilícitos e isso irá pagar nesta terra? Que pessoas mesquinhas e traiçoeiras está década nos tem trazido, e testemunhamos tantos e graves erros feitos. Ainda estarei aqui para ver algumas dessas situações a acontecer, mas sei como diz o antigo ditado “Deus escreve direito por linhas tortas” ou algo assim. 

 
 
 
 

Comentários   

0 #4 Antonio Santos 20-02-2018 09:29
Uma descrição fiel da nossa sociedade, egoísta e materialista!
Assino por baixo!!!
Citar
0 #3 Ana Aroso 20-02-2018 09:28
Palavras de mestre que são infelizmente o pior da nossa sociedade, mas ainda existe gente de bem que acredito faz a diferença como tu e outros.
Citar
0 #2 Eva Alex 19-02-2018 17:27
Palavras sábias. Infelizmente o mundo está cheio de pessoas que se acham acima de tudo e melhores que todos. Cabe-nos a nós fazer a triagem...
Citar
0 #1 Pinho Vasco 19-02-2018 17:24
Muito bonito e verdadeiro, para se definir socieada deste mundo e o quanto ele está doente.
Parabéns, espero que este texto possa correr mundo e ajudar a muitas pessoas refletirem ajudando dessa forma a mudar esta tendência da nossa sociedade. Um grande abraço.
Citar

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Categoria: