Rua do Xisto nº 150,
4475-509 Nogueira Maia

(351) 229 607 021
info@apre.pt

Textos de Reiki

Mestre artes marciais igual a um Terapeuta de Reiki?

|
Escrito por APRE

 

Sérgio Silveira

Presidente da APRE Associação Portuguesa de Reiki Essencial e fundador da Anastácia Centro de Terapias Alternativas 

www.apre.pt

Hoje irei falar das habilidades energéticas de um mestre de artes marciais. Muitas pessoas não sabem que no Japão, muitos mestres de Karaté, Aikido, Judo e outras artes marciais são excelentes terapeutas energéticos, equiparando-se aos mestres de Reiki atualmente. Essa capacidade não é aprendida como hoje fazemos em formações de Reiki, mas no treino mental e físico como muitos praticantes de artes marciais fazem diariamente. Na Tailândia o kickboxing e o Muay thai detêm ensinamentos de cura pelas mãos, em casos de lesões de músculos e ossos, equiparando ao ensinamento dado aos terapeutas de Reiki atualmente.

 

Muitos antigos mestres de artes marciais, defendem que as artes marcais são um caminho para a clareza e aprofundamento espiritual de um praticante. Isso é conseguido através da disciplina do corpo e da mente. Os exercícios de aquecimento e alongamentos, são parecidos aos exercícios energéticos do Tai-Chi chinês e do Ki-Kong-Do japonês. As técnicas ensinadas além de sabermos defender de adversários e aprendemos técnicas de defesa e de ataque, são ditas imensas vezes que só serão aplicadas em último recurso. Isso porque ao sabermos que podemos derrubar com facilidade o adversário, a consciência obriga a criar alternativas para evitar o confronto. É assim, desta forma que muitos mestres de artes marciais, detêm uma filosofia de vida pacifica e colocada em princípios básicos de uma vida saudável, tanto fisicamente como mentalmente. A meu ver colocam muitos dos princípios Reikianos em prática, por exemplo ser honesto, não se preocupar, ser trabalhador e aplicado, respeitar todos os seres vivos, não se aborrecer ou zangar e honrar os mais idosos. São um exemplo para a comunidade e para todos os alunos, e conseguiam o respeito pela dedicação e treino.

Ao trabalhar o corpo por exemplo no kickboxing, além de tonificar músculos e perder peso, acabamos por ser mais ágeis, mais rápidos e desta forma obtemos a capacidade mental de pensar com mais calma, ser mais tolerantes, aumentamos a capacidade de memorização e aumentamos a autoestima, a humildade e a capacidade de perceção.

Assim já podem perceber que as duas modalidades (artes marciais e terapias energéticas) são similares no desenvolvimento e evolução do praticante. E para terminar como diz o meu mestre de kickboxing Luís Delalande, em tom de brincadeira “nós no kickboxing colocamos as nódoas negras, e vocês no Reiki colocam as mãos para retirar as dores”. 

 
 
 
 
 
 

Comentários   

0 #3 Joel Fonseca Reis 20-02-2018 09:31
Excelente artigo, a maior parte das artes marciais apela sem dúvida a coordenação, equilíbrio dos hemisférios cerebrais, músculos, energia, ... O kickboxing nunca experimentei, nem sei se gosto, mas algo que não me sai da cabeça é tai chi. Acalma, mas trabalha todos músculos, ficando KO.
Citar
0 #2 Gisele Ferreira 20-02-2018 09:31
Concordo plenamente. Tive um companheiro, mestre em artes marciais go shin jutsu, 1*Dan, karaté faixa preta, aikido. Sem sombra de dúvidas, a força energética é como o Sérgio definiu. Peço desculpas se não nomeei bem as artes. OSS.
Citar
0 #1 Emilia Cruz 20-02-2018 09:30
Como sempre aprendendo com o meu mestre obrigada Beijinhos Docinhos
Citar

Comentar


Código de segurança
Atualizar