Rua do Xisto nº 150,
4475-509 Nogueira Maia

(351) 229 607 021
info@apre.pt

Rituais de iniciação no Reiki

|
Escrito por APRE

 

Sérgio Silveira

Presidente da APRE Associação Portuguesa de Reiki Essencial e fundador da Anastácia Centro de Terapias Alternativas 

www.apre.pt

INICIAÇÃO NO REIKI

Os rituais de iniciação no Reiki servem para sintonizar as energias do estudante e permitirem-lhe o acesso a um fluxo contínuo de energia Reiki. O Mestre submete cada estudante individualmente a este ritual, usando os símbolos sagrados descobertos pelo Sensei Usui e mantras, ou vibrações sonoras que representam os símbolos. Essa iniciação é feita pela imposição das mãos em forma de uma concha, visualizando símbolos (secretos) entrando no corpo da pessoa. O estudante habitualmente senta-se e fecha os olhos enquanto o Mestre o inicia em silêncio.

Ele exerce a sua concentração nos chakras, os sete chakras de energia que se encontram no corpo humano, e invoca os símbolos, silenciosamente repetindo os mantras. Este processo criará uma vibração energética que ajuda a equilibrar e alinhar os chakras e a alterar o fluxo da energia no corpo. Uma vez que a energia curativa é Universal e existe à nossa volta, cada pessoa têm já uma relação com ela. Os rituais de iniciação visam reforçar justamente esta relação já existente e criar um acesso permanente à força energética vital. Após esta iniciação a pessoa não precisa passar novamente por este processo para melhorar ou recuperar os seus canais de energia. A pessoa passa por uma grandiosa transformação, se tornando diferenciada das outras. Esta transformação permanece por toda a vida.

UM RITUAL SAGRADO

Os rituais a que se recorre servem de processo de iniciação e são geralmente interpretados como uma fase de partilha entre Mestre e estudante. São normalmente respeitados como algo sagrado. Os estudantes vivem esta fase de diferentes maneiras, com sentimentos que vão da paz a alegria à visualização dum espectro de cores. Há quem apenas sinta alívio pela libertação de emoções ou um bem-estar e uma harmonia gerais. Estes rituais de iniciação são uma componente essencial do Reiki e representam uma diferença significativa entre o Reiki e todas as outras formas de cura. 

A RELAÇÃO COM O MESTRE

Falar com o Mestre de Reiki é um aspeto importante do processo de aprofundamento da consciência espiritual e da avaliação da jornada que é a aprendizagem do Reiki. Esse contacto é muito útil em todas as fases do Reiki, mas muitas pessoas sentem que precisam dessa relação mais próxima sobretudo quando passam para o grau 2 ou a um nível mais avançado de aprendizagem. É inestimável o valor das respostas a duvidas e questões que se possam ter e a maior parte dos mestres sente-se feliz ao apoiar o aprendente, que por seu turno, passará a ter mais confiança e a resolver adequadamente situações de ansiedade que possam surgir. Uma troca de impressões informal com o Mestre é suscetível de eliminar quaisquer confusões e trazer a segurança e a confirmação de que se escolheu o caminho certo. Não se deve hesitar em formular ao Mestre todas as perguntas ou dúvidas que possa haver. Uma parte importante do trabalho do Mestre é ouvir os estudantes e uma das suas responsabilidades é ajudá-los a progredir na aprendizagem do Reiki, além de ter plena consciência do facto, eles quando em vez, sentirem necessidade de falar das suas experiências. Um Mestre deve ser capaz de ajudar o aprendente a fazer uma análise periódica da sua vida, a refletir sobre o que nela se passou desde a última conversa com ele mantida. Os efeitos do Reiki podem ser graduais e o estudante pode não se aperceber deles imediatamente. O Mestre estará em melhor situação para observar essas transformações e fornecer ao estudante dados sobre o seu progresso. Às vezes pode não se notar que o relacionamento com o patrão, por exemplo está melhor, ou que se está a apreciar mais o tempo passado junto das crianças. É sempre bom haver alguém que nos convide a olhar para trás no tempo e a lembrar como as coisas eram antes de se ter dado inicio à aprendizagem e aplicação do Reiki. Um Mestre de Reiki pode ajudar-nos a avaliar as diferentes áreas da nossa vida e a examinar o modo como estamos a lidar com as dificuldades que nos surgem. Uma conversa com o Mestre num período de necessidade é um aspecto de vital importância na tomada de decisão quanto a prosseguir com o Reiki, a um nível mais avançado, ou seja, se é esse o caminho que se pretende para o futuro. 

OS EFEITOS EMOCIONAIS APÓS A INICIAÇÃO

Geralmente, as iniciações no Reiki motivam as pessoas a aumentarem a sua capacidade para tomarem decisões. Se têm tendência a sofrer de ansiedade, nota-se que ficam menos receosas. O Reiki aumenta a autoconfiança e autoestima, faz diminuir a irritabilidade e a impaciência e da ao iniciado energia para agir de forma tolerante para os outros. O Reiki deixa que a raiva e o desgosto se libertem, depois de terem convivido connosco durante anos e anos, por vezes desde a infância. Os efeitos iniciais de uma iniciação sejam de carácter emocional, espiritual ou físico, podem ser imediatos ou manifestar-se entre 24 e 36 horas após a iniciação.  

AJUDAR A LIBERTAR AS EMOÇÕES

Os praticantes de Reiki são da opinião que não se podem separar as emoções da componente física do corpo, mesmo que se faça um esforço supremo para ignorar os sentimentos. Se o lado emocional não estiver resolvido, haverá bloqueios de energia no corpo, os quais, podem ser eliminados através do Reiki, libertando-se de dores passadas. Por vezes os iniciados sentem-se pior ou passam por uma reação emocional a iniciação de Reiki, ou mesmo no tratamento do Reiki, pode haver situações em que começam a soluçar, a rir histericamente ou a sentir-se extremamente cansados. Estes momentos podem perturbar quer o iniciado quer o Mestre. É melhor o iniciado dar vazão a essas emoções, a esse choro, a esse riso, antes de sentir pronto para continuar a iniciação. Muitas vezes basta aperceber-se de que está junto de alguém calmo que o conforta. Pode também ser bom informar o iniciado de que tal descarga emocional é bastante comum. 

OS EFEITOS ESPIRITUAIS

Os praticantes e os Mestres de Reiki sustentam que quem o insere no seu quotidiano usufrui duma vida melhor, dos pontos de vista moral, social e espiritual. Os efeitos espirituais do Reiki podem ser breves abrangentes, pondo-nos em contatos - por vezes pela primeira vez - com a nossa vida interior, as nossas convicções espirituais, e com as nossas crenças religiosas. Claro que a espiritualidade é uma escolha pessoal. Muitas pessoas acreditam que se pode pautar a vida por uma pureza e por valores morais que não advêm necessariamente da adesão a uma fé religiosa ou da frequência de igrejas, sinagogas, templos ou mesquitas. Muitos vivem as suas vidas de forma plena, sem sentirem a necessidade de acreditarem num ser superior.

ABERTURA ESPIRITUAL

Os praticantes acreditam que o Reiki pode pôr algumas pessoas em contacto com Deus, Alá ou Buda, de acordo com a religião que professam e que reforça mesmo a sua fé. Com o Reiki o despertar espiritual pode acontecer instantaneamente ou levar anos a produzir-se. Normalmente os efeitos emocionais do Reiki fazem-se sentir no primeiro ou nos dois primeiros dias de tratamento, embora haja casos em que levam mais tempo a fazer-se notar. Os praticantes e o Mestres creem que o Reiki nos devolve o sentimento do que somos e da qual é o nosso lugar no universo. Está ligação remove quaisquer réstias de ilusão ou dúvida que nos impeçam de utilizar todo o nosso potencial, quer em termos do nosso próprio desenvolvimento quer da nossa ligação com o universo. 

OS EFEITOS FÍSICOS

Crê-se que o Reiki tem uma ação desintoxicante no nosso corpo, o que pode querer dizer que se vai ter de ir frequentemente à casa de banho após a iniciação, que se começará a suar mais, que o estômago fará ruídos entre outros sintomas diversos. Nenhuma dessas situações deve causar preocupações: são absolutamente normais, ainda que possam ser algo embaraçosas se estivermos em companhia de alguém. Uma vez que o Reiki tem esse efeito de desintoxicação é importante beber a máxima quantidade de água possível antes e depois de uma iniciação ou tratamento. De qualquer modo, por dia devem sempre beber-se no mínimo oito copos de água, sem contar com a que se usa para se fazer café ou chã. Aliás se tomar cafeína é conveniente beber mais do que oito copos de água por dia para libertar e expulsar as toxinas.      

REAÇÃO A INICIAÇÃO

Os efeitos físicos de Reiki podem ser vistos após a iniciação ou tratamento, e algumas pessoas sentem que as dores que tinham se tornaram maiores antes de desaparecerem por completo. Umas vezes a dor pura e simplesmente desaparece, outras vezes, durante um curto período de tempo, poderá manifestar-se uma nova dor até então desconhecida, até que um dia ou dois já não se sentirá qualquer dor. Em suma o efeito da iniciação que o Reiki proporciona pode fazer-se sentir instantaneamente ou levar mais tempo, sendo perfeitamente possível que a pessoa se sinta pior antes de se vir a sentir melhor. O tratamento ou cura pelo Reiki pode, contudo, fazer com que sejam mais suportáveis permitindo que haja um maior relaxamento, menos fadiga e níveis de energia mais elevados. É sempre sensato os iniciados falarem com o médico sobre os sintomas e as dores que tenham antes de iniciarem uma iniciação de Reiki. O mesmo se aplica a quem se debater com problemas de foro psiquiátrico, caso comece a frequentar um curso de Reiki, deve também informar o Mestre de tratamentos médicos a que tenha vindo a sujeitar-se. O Reiki não deve ser visto como substituto de qualquer tratamento médico, hospitalar ou psiquiátrico, mas sim como complementar dessas mesmas terapias.

 

 
 
 

Comentar


Código de segurança
Atualizar